O projecto MATRIZ é uma proposta de criação e programação num contexto de rádio digital. Pretende lançar novos desafios e paradigmas na prática deste meio para responder a um conjunto de questionamentos em torno de novas formas de fazer rádio no século XXI.

Este projecto deu inicio à construção de um software colaborativo que permite ligar e gerir diferentes entradas e saídas de áudio e suas relações através da internet, possibilitando a criação de diferentes geografias e novos espaços de relação entre artistas e auditório.

Foi um ponto de partida para pesquisar potencialidades da expressão criativa em rede e para conceber estratégias de descentralização e de colaboração interdisciplinar.
A rádio digital surgiu como meio privilegiado para esta experimentação por permitir questionar as relações unívocas entre criadores e auditórios.

No desencadear desta iniciativa foram aprofundados temas como software criativo, rádio digital, música em rede, comunidades artísticas e auditório, procurando abordar novos paradigmas em torno da geografia, da arquitectura, dos meios digitais e das relações a estabelecer com os novos auditórios.

Montemor Setup

A música foi neste contexto a prática artística escolhida para a experimentação e a aplicação do software MATRIZ. Foi criada uma peça musical de autoria colectiva que testou a articulação entre músicos em rede e visou a criação de múltiplas combinações e interacções entre os diferentes lugares de apresentação e o espaço de escuta na internet.

O projecto incluiu duas residências artísticas - uma nas Oficinas do Convento, em Montemor-o-Novo, e outra na Sonoscopia, no Porto - que serviram de laboratório de pesquisa, criação e colaboração. Concluiu com uma apresentação pública da peça musical criada ao longo do projecto, que decorreu simultaneamente em três pontos geográficos (Porto, Montemor-o-Novo e Lisboa).

Após o término do projecto, o software MATRIZ tem como propósito ser um instrumento e uma ferramenta aberta à comunidade artística nacional e internacional.